Câmara Brasil – Israel de Comércio e Industria e Sales Brain realizam Workshop de Neuromarketing

85

Cada vez mais as pessoas estão aprendendo a usar a ciência a seu favor.  O Neuromarketing é um campo novo do marketing que estuda a essência do comportamento do consumidor. Ele resulta da união do marketing com a ciência e é considerado uma chave para o entendimento da lógica de consumo que visa entender os desejos, impulsos e motivações das pessoas.

 Para ajudar as empresas a se diferenciarem dos concorrentes através das ferramentas do neuromarketing a  Câmara Brasil – Israel de Comércio e Industria e a Sales Brain, primeira agência mundial de neuromarketing com sede em São Francisco e filial no Brasil, realizaram no dia 22 de março, no  Assessor Bordin, o workshop “Como aplicar o neuromarketing nos seus negócios para vender mais”.

 O workshop ministrado por Renato Sneider, da Sales Brain, capacitou os participantes a acessarem o verdadeiro tomador de decisões no cérebro dos clientes, utilizando o NeuroMap,  primeiro e único modelo mundial de Neuromarketing.

 Renato deu detalhes sobre o funcionamento do cérebro e de como acontece o processo de tomada de decisão, destacando os estímulos que ativam uma área do nosso cérebro chamada de sistema reptiliano e de como o Neuromap nos ajuda a interpretar essas  mudanças fisiológicas.

 “Desenvolvemos uma metodologia de quatro passos e seis estímulos que vão ajudar a ativar o “botão de compra” no cérebro dos clientes que são: como diagnosticar a dor, isto é, saber o que o cliente quer; criar apelos diferenciados e com contraste, demonstrar os ganhos e entregar a mensagem para essa área do cérebro que age muito mais para evitar a dor do que dentro do conceito de desejo e necessidade”, destacou Renato.

 “Temos um modelo neurocientífico bastante consagrado, através do qual já capacitamos mais de 140 mil executivos em 25 países no mundo.  Hoje, tive a oportunidade de ensinar os participantes do workshop a incrementarem seus processos de comunicação utilizando  esse modelo de maneira mais aprofundada, com teoria e exercícios práticos”, complementou Sneider.