Orquestra Sinfônica de Jerusalém lota a São Paulo em comemoração dos 70 anos do Estado de Israel

173
Orquestra Sinfônica de Jerusalém na São Paulo Crédito Fotográfico: Eliana Assumpção

Em comemoração dos 70 anos do Estado de Israel, a Orquestra Sinfônica de Jerusalém, sob regência do consagrado Maestro Yeruham Scharovsky e com solo do violinista israelense, Itamar Zorman, lotou o  palco da Sala São Paulo, nos dias 20 e 21 de agosto,  para concertos beneficentes em prol da Federação Israelita do Estado de São Paulo (FISESP) e da Congregação Israelita Paulista (CIP), com apoio de A Hebraica e do Consulado de Israel em São Paulo.

O Concerto da primeira noite contou com a presença de autoridades, lideranças judaicas e convidados, além do público em geral, que puderam conferir em primeira mão,  a exposição  “Imagens de Israel”,  que reuniu as 22 fotos vencedoras do concurso fotográfico promovido pelas entidades organizadoras do evento e  que retratam diversos aspectos da sociedade israelense.

Nas duas noites, o Maestro, o Solista e a Orquestra, foram fortemente ovacionados pela plateia, que fez coro nos hinos do Brasil e de Israel e ao final da apresentação  foi brindada  com Tico- Tico no Fubá e Yerushalaim Shel Zahav.

Os programas incluíram: Mark Lavry, Danza Hora (do Poema Sinfônico “Emek”); Tchaikovsky, Concerto para violino em Ré; Dvořák, Sinfonia no. 7; Mendelssohn, Concerto para violino em Mi menor e Brahms, Sinfonia no. 1 em Dó menor.

Aproveitando sua vinda ao Brasil, o Maestro Scharovsky  dividiu o palco com as crianças da Camerata de Violões do Lar das Crianças da CIP, em um emocionado encontro realizado no  Teatro Arthur Rubinstein de A Hebraica, que teve  como proposta  estabelecer um ambiente de compartilhamento de experiências entre os integrantes da Orquestra e  as crianças da Camerata de Violões.

Marcos Lederman, Daniel Bialski e Luiz Kignel – Crédito Fotográfico: Eliana Assumpção

“A presença da Orquestra Sinfônica de Jerusalém em São Paulo, foi muito além da comemoração dos 70 anos de Israel, mas também uma maneira carinhosa de retribuirmos para a nossa cidade de São Paulo,  a acolhida que recebemos de gerações atrás, no pós guerra”, declarou o presidente da Fisesp, Luiz Kignel.

“Trazer a Orquestra Sinfonica de Jerusalém, nos 70 anos de Israel, representa uma grande oportunidade de fortalecermos os laços entre sociedades , tão distantes geograficamente, mas, ao mesmo tempo, tão próximas na valorização da cultura e da ação social”, destacou o presidente de CIP, Marcos Lederman

“A nossa grande celebração foi constatar a união da nossa comunidade, neste momento comemorando os 70 anos de Israel. A emoção de quem compareceu bem simboliza essa sinergia”,  frisou o presidente de A Hebraica, Daniel Bialski.

“Me sinto como um Embaixador não oficial de Israel, trazendo um pouco da parte artística e cultural do país e mostrando que apesar de todas as notícias que aparecem nos jornais, Israel continua sendo uma pioneira das artes, cultura e tecnologia. Me senti muito emocionado em trazer essa mensagem ao Brasil, que tem uma comunidade maravilhosa e sempre nos recebe de braços abertos”, agradeceu o Maestro Yeruham Scharovsky.

Saiba mais sobre o Maestro, o Solista e a Orquestra

Nascido na Argentina, Yeruham Scharovsky   emigrou  para Israel nos anos 70.  Em 1990 foi eleito por Zubin Mehta para receber o prêmio de “Jovem Artista do Ano”. Regeu a Orquestra Sinfônica Brasileira entre 1998 e 2004, e mais de 50 orquestras ao redor do mundo em mais de 25 anos de carreira.

Desde que venceu o Concurso Tchaikovsky em Moscou, em 2011, aos 26 anos, o violinista israelense Itamar Zorman, têm acumulado prêmios importantes e internacionalmente reputados.  Em 2014 lançou seu primeiro CD, “Portrait”, pelo selo alemão Hänssler. Itamar Zorman tocará em um violino Pietro Guarneri da coleção particular de Yehuda Zisapel.

A Orquestra Sinfônica de Jerusalém (OSJ) foi  fundada em 1930 com o nome de Orquestra do Serviço de Radiodifusão Palestino,  e tornou-se Orquestra da Rádio de Israel a partir de 1948, data da independência do Estado de Israel. Adotando seu nome atual nos anos 1970.

A OSJ faz turnês pela Europa e EUA, apresentando-se em salas de concertos como a Musikverein de Viena, a Philharmonie em Colônia e teatros em Düsseldorf, Frankfurt e Lucerna, o Carnegie Hall de Nova York e o Colón de Buenos Aires.

Os Concertos, realizados pela Interlúdio Eventos em parceria com a Federação Israelita do Estado de São Paulo (FISESP) e a Congregação Israelita Paulista (CIP), tiveram o apoio de A Hebraica e  do Consulado de Israel em São Paulo e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.