Atleta do Clube A Hebraica de SP é selecionado para as Paraolimpíadas de Tóquio

117
Max Rosenthal

O brasileiro Israel Stroh representará o país nas Paraolimpíadas de Tóquio, marcadas para o dia 25 de agosto na categoria de tênis de mesa. Stroch, de 34 anos, é o sexto colocado no ranking mundial. Foi prata nos Parapan de Toronto, em 2015 e conquistou sua primeira medalha paralímpica no Rio 2016, ao ficar com a prata na classe 7. Nas Macabíadas Mundiais, em 2017 o tenista de mesa levou medalha de ouro.

Israel foi vítima de uma paralisia cerebral por falta de oxigênio durante o parto, que comprometeu parte de seus movimentos. Aos 25 anos, o mesatenista descobriu que suas condições físicas possibilitariam a participação nos torneios paraolímpicos. Ao ser aprovado na classificação funcional deu início à trajetória no esporte paraolímpico.

Desde 2018, Stroh também compõe o grupo de atletas do Clube Hebraica de SP, o maior centro judaico da América Latina. Segundo o presidente da Hebraica, Fernando Rosenthal, a ampliação das áreas de esporte tem sido um forte contribuinte para atrair cada vez mais jovens para o clube.

“Buscamos, há algumas gestões, trazer de volta o jovem nessa faixa dos 17 aos 30 anos e estamos desenvolvendo um centro de juventude. Têm dado certo as quadras dos esportes de areia, como beach tennis e futevôlei e observamos a quantidade de sócios que utiliza esses espaços do clube para se exercitar. Essa é uma grande oportunidade que devemos, e queremos, explorar. A Hebraica sempre foi e sempre será um clube incentivador dos esportes”, afirma Rosenthal.