CIP realiza Concerto Beneficente com a “Orquestra Sinfônica de Jerusalém”

157

A Congregação Israelita Paulista (CIP) realiza no dia 28 de agosto, na Sala São Paulo, Concerto Beneficente com a “Orquestra Sinfônica de Jerusalém”, sob regência do consagrado Maestro Yeruham Scharovsky e solo de Danielle Akta, a prodígio violoncelista de 19 anos de idade nomeada pelo Daily Gazette como uma das 10 melhores artistas de música clássica em 2016.

Os ingressos que tem preços de R$ 50,00 a R$ 360,00, já estão disponíveis em https://cip.byinti.com/.

Orquestra Sinfônica de Jerusalém
A Orquestra Sinfônica de Jerusalém (OSJ) foi fundada em 1930 com o nome de Orquestra do Serviço de Radiodifusão Palestino, e tornou-se Orquestra da Rádio de Israel a partir de 1948, data da independência do Estado de Israel. Adotando seu nome atual nos anos 1970.
A OSJ faz turnês pela Europa e EUA, apresentando-se em salas de concertos como a Musikverein de Viena, a Philharmonie em Colônia e teatros em Düsseldorf, Frankfurt e Lucerna, o Carnegie Hall de Nova York e o Colón de Buenos Aires.

O Maestro Yeruham Scharovsky
O maestro Yeruham Scharovsky iniciou sua formação musical em seu país natal, Argentina. Na década de 1970, mudou-se para Israel após ter ganho uma bolsa de estudos da “Academia Superior de Música Rubin” de Jerusalém.

Em 1990 foi escolhido por Zubin Mehta para receber o prêmio de “Jovem Artista do Ano”, e consequentemente regeu o concerto de Gala da Orquestra Filarmônica de Israel. Em 1991 foi o primeiro maestro israelense a ser convidado para reger a Orquestra Filarmônica de Moscou em uma turnê de concertos da antiga União Soviética.

Entre 1991 e 1995 foi Diretor Artístico e Maestro Principal da Sinonieta Ra’anana de Israel e entre 1998 e 2004 da Orquestra Sinfônica Brasileira no Rio de Janeiro onde foi idealizador e fundador da Orquestra Sinfônica Jovem Brasileira em 1999, recebendo em 2003 o título de “Cidadão Honorário do Rio de Janeiro” por sua contribuição artística, social e cultural.

Ao longo de sua carreira, Scharovsky regeu mais de 50 orquestras de destaque em mais de 20 países, além de ter desenvolvido vasta atividade social e no campo da Educação Musical.

A Solista Danielle Akta
Elogiada por críticos musicais ao redor do mundo e considerada como uma das principais jovens violoncelistas prodígios, a israelense Danielle Akta foi nomeada pelo Daily Gazette como uma das 10 melhores artistas de música clássica em 2016, e ganhou o “Critic’s Choice” em música clássica pelo Times Union no mesmo ano.

Bolsista da Fundação Internacional Vladimir Spivakov, da Russia, ela também recebeu o Prêmio ‘Oleg Yankovsky’ de Descoberta Artística de 2016, o Prêmio “Jovem Artista”, além da bolsa da Fundação Cultural América-Israel com distinção desde 2013 e a Bolsa Wolfganag Laufer Memorial Cello para Mérito Excepcional. Nascida em 2002 em uma família de músicos, Danielle toca um violoncelo Enrico Orselli graciosamente colocado à sua disposição pelo Dr. Moshe Kantor através da Fundação Internacional Vladimir Spivakov.

A Congregação Israelita Paulista (CIP)
Fundada por judeus alemães que fugiram da Europa durante a Segunda Guerra Mundial, a Congregação Israelita Paulista (CIP), é considerada a maior comunidade judaica liberal da América Latina. Desde a sua fundação em 1936 vem unindo a tradição à inovação, promovendo um judaísmo inclusivo que contribui para o aprimoramento do indivíduo, da comunidade e da sociedade. Considerada a maior comunidade judaica liberal da América Latina, a CIP oferece inúmeros serviços e programas relevantes para seus membros, é reconhecida como modelo de acolhimento, inserção social e de educação abrangente.

O Concerto Beneficente com a “Orquestra Sinfônica de Jerusalém tem patrocínio da CSN, Itaú, Bemol, Banco Safra, Rosset, Banco Daycoval, apoio da Federação Israelita do Estado de São Paulo, produção da Interarte e realização da Congregação Israelita Paulista e do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo a Cultura.