Chelsea amplia iniciativas para combater o anti-semitismo no esporte

59

Em janeiro, por iniciativa de Roman Abramovich, o clube lançou a campanha “Diga não ao anti-semitismo”

Chelsea FC anunciou esta semana uma parceria com a World Jewish Congress (Congresso Mundial Judaico) para combater com o anti-semitismo. O clube e a WJC promoverão o slogan “Cartão Vermelho para o Ódio” buscando acabar com este mal dentro do esporte.

A iniciativa foi possível graças a uma participação direta de Roman Abramovich. Em janeiro, por iniciativa do proprietário russo, o Chelsea lançou a campanha “Diga não ao anti-semitismo“. Através desta nova parceria, o clube pretende encorajar os torcedores, funcionários do governo e o público em geral a levar o anti-semitismo mais a sério.

Chelsea e WJC produzirão conteúdos em conjunto para aumentar a conscientização sobre os efeitos do anti-semitismo e da discriminação. Os vídeos serão publicados no telão do Stamford Bridge durante os jogos e também nas redes sociais do clube. Em 2019, eles planejam organizar um fórum sobre esse assunto que contará com a participação de federações, clubes, jogadores e representantes da sociedade civil.

“Desde que lançamos a iniciativa anti-semita do Chelsea, estou muito satisfeito com a resposta positiva de nossos torcedores e da comunidade em geral. Esta associação é vista como um próximo passo. Espero que nossos esforços conjuntos façam diferença na luta contra o anti-semitismo no Reino Unido e em outros países”, declarou Roman Abramovich.

“Aplaudimos o Chelsea por assumir a liderança corajosa no tratamento desta epidemia”, elogiou Robert Singer, CEO e Vice-Presidente Executivo do WJC.

Fonte: http://www.mktesportivo.com/2018/04/chelsea-entra-em-campanha-para-combater-o-anti-semitismo-no-esporte/