Primeiro Ministro Israelense discursa na segunda noite de Chanuká

120

O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, fez os seguintes comentários sobre a segunda noite de Chanuká, esta noite, no Muro das Lamentações em Jerusalém:
“Eu não me programei para estar aqui esta noite, mas após resolução da ONU, pensei que não havia lugar melhor para acender as velas de Chanuká, que o Muro das Lamentações. De acordo com a resolução das Nações Unidas, os Macabeus não libertaram Jerusalém, as aldeias que começaram a partir na área de Modi’in, são ‘territórios palestinos ocupados’. É claro que os palestinos chegaram muito mais tarde. Estávamos nestes lugares. Vamos voltar a esses lugares e peço a esses mesmos países que hoje nos desejam um feliz Chanuká, pensem como eles podem votar a favor de uma resolução da ONU que diz que este lugar, em que estamos agora comemorando Chanuká, é território ocupado. O Muro das Lamentações não está ocupado. O bairro judeu não está ocupado. Portanto, não aceitamos esta resolução. Temos a certeza do nosso futuro assim como estamos certos do nosso passado. E aqui, gostaria de acender velas de Chanuká, em nome da glória de Israel”.