Conib recebe Isaac Herzog em jantar na capital paulista

24
Ricardo Berkiensztat, Sergio Napchan, Isaac Herozg, Fernando Lottenberg, Celso Lafer e Eduardo Wurzmann

O presidente da Agência Judaica, Isaac Herzog, foi recebido em jantar da Conib ontem em São Paulo, na noite de quarta-feira, junto com sua esposa, Michal. Herzog falou de seu objetivo de aumentar as relações com a comunidade judaica brasileira, por meio de novas iniciativas entre a agência que preside e entidades judaicas brasileiras.

Herzog é membro de uma das famílias mais tradicionais da política israelense. Seu avô, Yizhak Isaac Halevi Herzog foi o primeiro rabino-chefe ashkenazi de Israel; seu pai, Chaim Herzog, foi presidente de Israel. É sobrinho de Abba Eban, ex-chanceler. Ele sucedeu a Natan Sharansky no cargo. Sharansky esteve na convenção da Conib em São Paulo, em 2016.

Além de questões relacionadas à parceria já existente, outros temas foram abordados no encontro, como o clima político das eleições israelenses de 9 de abril, as relações entre Israel e os judeus da diáspora e a possibilidade de a comunidade judaica brasileira ter um papel mais ativo na organização.

Foi um momento marcante e feliz, por acontecer justamente na noite de Purim, uma das festividades judaicas que traz forte simbolismo ao povo judeu.

“A alegria de Purim nos traz a mensagem de que, independentemente de onde estivermos, somos capazes de vencer os desafios e ameaças impostos às nossas comunidades através da união, da coragem e da persistência de nossa gente, inspirados nas tradições judaicas milenares. A Agencia Judaica é uma organização que foi criada e concebida justamente para fazer este elo de ligação entre todo o povo judeu, vivendo em Israel ou nas comunidades judaicas espalhadas pelo mundo”, disse o presidente da Conib, Fernando Lottenberg.

Entre os presentes estavam o shiliach da Agência Judaica no Brasil, Nestor Kirchuk, o cônsul de Israel em São Paulo, Dori Goren, o presidente do Hospital Albert Einstein, Sidney Klajner, o presidente da Hebarica, Daniel Bialski, o presidente do Instituto Brasil Israel – IBI, David Diesendruck, presidente da Associação Brasileira de Amigos do Instituto Weizmann, Mario Fleck, o professor Celso Lafer, o advogado Arnoldo Wald, o rabino Yossi Schildkraut, diretores, conselheiros e apoiadores da Conib, entre outros.