Mais de mil pessoas visitaram a II Feira das Universidades Israelenses

56
Alunos que frequentaram universidades israeleses relatam suas experiências - Foto: Gerson Paes

Uma intensa visitação, com a presença de mais de mil pessoas marcou a II Feira das Universidades Israelenses – Estágios e Oportunidades  que aconteceu neste domingo, 07 de abril, na A Hebraica.

Em sua segunda edição no Brasil, o  evento reuniu, em um só local, representantes das Universidades de excelência de Israel, entre elas:  Universidade Hebraica de JerusalémUniversidade de HaifaUniversidade de Tel AvivTechnion – Israel Institute of TechnologyIDC – Interdisciplinary Center HerzliyaUniversidade Bar Ilan e Universidade Ben Gurion, além de programas de estágio, turismo e intercâmbio em Israel.

Cada instituição contou com um estande com representantes das universidades para esclarecer dúvidas e conversar com os visitantes, com material e informações sobre os processos seletivos, cursos disponíveis, custos de vida e outros detalhes importantes para quem deseja estudar no país. Houve também um espaço para a apresentação de oportunidades de estágios em Israel.

“No ano passado contamos com a participação de cinco universidades israelenses, e este ano o número subiu para oito, o que representou um incremento significativo”, declarou Carolina Birenbaum, organizadora do evento e representante da Universidade de Haifa no Brasil.

Durante toda a Feira, aconteceram talks com a  mediação de Gabriel Douek e  a participação de  Andrea Tissenbaum – Consultora em Educação Internacional e autora do Blog da Tissen no  Estadão – Educação, que falou sobre dicas para estudar no exterior, Igor Mascarenhas – CEO da Pier, Ex-diretor da Startup Brasil, que destacou o  empreendedorismo e as startups dentro das Universidades israelenses e Romero Rodrigues – empreendedor e co-fundador do Buscapé que discutiu  sobre o investimento em novas tecnologias no Brasil. Quatro ex-alunos de universidades israelenses, Aldo Valentim (Haifa), Debora Nasser (IDC), Felipe Buniac (TAU) e Gal Brostein (Technion), também participaram de um bate-papo onde dividiram suas experiências com a plateia.

“É preciso que o aluno saiba e entenda o que quer fazer fora do Brasil, que busque um propósito para esta viagem, que estude, investigue e crie um planejamento, definindo onde quer morar e como quer viver. É importante   que ele comece todo este processo com bastante antecedência e planejamento”, aconselhou Andrea Tissenbaum.

Com 17 anos de idade, e cursando a ESPM, o aluno Bruno Berkiensztat esteve recentemente em Israel visitando diversas Universidades e instituições israelenses. “Tudo o que vi em Israel me chamou demais a atenção e quero me planejar para estudar no país. Achei a Feira das Universidades uma iniciativa excelente, pois muitas pessoas não sabem como funciona o país e aqui puderam encontrar representantes das universidades, programas e cursos, além de ex-alunos, que mostraram que Israel é uma ótima possibilidade e um lugar onde vale a pena estudar”, destacou.

A II Feira das Universidades Israelenses – Estágios e Oportunidades foi realizada pela Universidade de Tel Aviv, Universidade de Haifa, Technion e Masa Israel Journey,  com apoio da Confederação Israelita do Brasil (Conib), Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), Câmara Brasil – Israel de Comércio e Indústria, Consulado de Israel em São Paulo, A Hebraica, Fundo Comunitário, Ministério do Turismo,  Agência Judaica e teve como parceira a Latam. O patrocínio foi da Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein.